conecte-se conosco


Geral

150 kg de maconha são apreendidos pela polícia

O condutor foi identificado e em revista pessoal nada de ilícito foi encontrado

Publicados

em

Por volta das 01h00 desta sexta-feira (31), a PM de Assis Chateaubriand, realizava patrulhamento pela Avenida Tupãssi, proximidades do trevo saída para PR 239, região do Jardim Paraná, quando foi avistado um veículo entrando na cidade, e o condutor ao avistar a viatura policial começou a agir em atitude suspeita, com isso, foi realizada a abordagem do Ford Fiesta, sedan de cor branca.
O condutor foi identificado e em revista pessoal nada de ilícito foi encontrado, já no veículo foi localizado no porta-malas, 193 tabletes de substância análoga a maconha, sendo divididos os tabletes em duas malas e três fardos embalados, após a pesagem foi totalizado 150 quilos da droga.
Em questionamento sobre o fato, o mesmo informa que pegou o veículo carregado com a droga próximo a cidade Toledo e levaria até a cidade de Maringá. Foi entregue para o mesmo também um celular Motorola de cor preta, para ele realizar contatos.
O detido informa que transportaria a droga em troca de uma quitação de uma dívida de R$ 10.000,00, que tem com o pessoal que pegou a quantidade de droga apreendida nessa data.
Diante dos fatos foi dado voz de prisão para o mesmo, sendo encaminhado juntamente com o veículo e a droga para a 48ª DRP.

Fonte Portal O Regional

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Lar dos Velhinhos tem mais uma morte por Covid-19; 8º óbito em 20 dias
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Polícia identifica homem acusado de matar e assar cão em forno; assista ao vídeo

Publicados

em

 

 

Polícia identifica homem acusado de matar e assar cão em forno; assista ao vídeo

 

O suspeito teria comido partes do animal e oferecido a vizinhos. Policiais foram até a casa do suspeito, na manhã desta quinta-feira (6)

Policiais foram até a casa do suspeito na manhã de hoje. Foto: Banda B
A Delegacia do Meio Ambiente conseguiu identificar um homem acusado de matar a chutes e assar no forno um cão comunitário da região do bairro Alto Boqueirão, em Curitiba. O suspeito teria comido partes do animal e oferecido a vizinhos. Policiais foram até a casa do suspeito, na manhã desta quinta-feira (6), mas ele não estava. Vídeos (abaixo) mostram o homem carregando o cão até a casa dele.

 

 


A informações sobre a morte do cão foi feita por meio de uma denúncia anônima. Para a Banda B, o delegado Matheus Laiola disse que o cão foi morto a chutes e depois carregado por esse homem. “Uma situação extremamente revoltante, recebemos uma informação de que um homem teria matado um cão a chutes e assado esse cão para comer, inclusive, oferecendo a outras pessoas. Viemos até o local, não o encontramos, já tem passagens”, contou.
Segundo o delegado, ao chegar na casa onde esse homem vive, policiais encontraram partes do cachorro no forno. “A cena é surreal, quando a gente chega na casa já vê marcas de sangue e pedaços do animal pela casa, um cheiro muito forte, abrimos um forno e lá tinha carcaça do animal”, descreveu.
O vizinho João Zanca, que tem três cães no quintal, disse que o suspeito vive em uma casa onde acontecem constantes brigas. “O cara é doente, só pode. Ninguém sabia que ele tinha feito isso. Esse cara mora aqui há quase dois anos, tem o pai e o irmão dele, mas brigam muito, nem sei se moram mais aqui. De certo estava passando fome, sei lá. Mas, todo mundo dava comida pra ele, cesta básica”, descreveu.
O delegado rechaça a versão de que o suspeito estivesse com fome. “Não era por fome, não. Maldade dele, mesmo”, garantiu o Matheus Laiola.
A Polícia Científica foi acionada para periciar a casa. “É um crime de maus tratos, será ouvido, vai assinar um Termo Circunstanciado e liberado por força da lei, que ainda, infelizmente, é muito branda por saber o quanto esse animal sofreu”, finalizou o delegado responsável pelas investigações.

Colaboração TV Caiuá

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Novo modelo de pedágio no Paraná prevê tarifa mais barata e mais rodovias duplicadas, aponta estudo
Continue lendo

GOIOERÊ

Rancho Alegre D`Oeste

Juranda

Quarto Centenário

Boa Esperança

Farol

MAIS LIDAS DA SEMANA