conecte-se conosco


Geral

Cadastro para sorteio de R$ 1 milhão do Nota Paraná termina dia 20

coloque CPF na hora da compra

Publicados

em

Termina no dia 20 o prazo de inscrição no programa Nota Paraná para o contribuinte que deseja participar do primeiro sorteio que vai dar o prêmio de R$ 1 milhão a quem coloca o CPF na nota fiscal.

A partir de março, todos os prêmios terão o valor aumentado e haverá dois sorteios separados: um para os consumidores, totalizando R$ 2,8 milhões, e outro para entidades assistenciais, somando mais R$ 2,2 milhões.
Também no dia 20 deste mês, uma quinta-feira, serão entregues os cheques aos vencedores do concurso de fevereiro. Desta vez, foram sorteados dois curitibanos e um contribuinte de São João, município do Sudoeste do Estado. Eles vão receber R$ 50 mil, R$ 30 mil e R$ 20 mil. O sorteio foi nesta segunda-feira (10) pela Loteria Federal.

Mudanças
Além de aumentar o valor dos prêmios, a Secretaria de Estado da Fazenda modificou a área em que as entidades podem recolher notas fiscais. Cerca de 1,4 mil entidades assistenciais são cadastradas no Nota Paraná e recebem a devolução do imposto de notas doadas por contribuintes que preferem não colocar o CPF e direcionar os benefícios a essas instituições.
Agora as entidades assistenciais podem recolher notas dentro da região fiscal em que estão inseridas. Para efeitos da Receita Estadual, o Paraná está dividido em nove regiões, formada pela área de atuação (circunscrição administrativa) de uma das nove Delegacias Regionais da Receita Estadual existentes no Paraná.

Consenso
A partir de acordo firmado com o secretário estadual da Fazenda, Renê Garcia, a Receita criou uma comissão para estudar um plano de melhorias para o Nota Paraná. Ao longo de 60 dias, esse grupo de trabalho vai se debruçar sobre o programa de forma a chegar a um consenso.
Segundo diretor em exercício da Receita Estadual, Cícero Eich, uma série de ajustes são necessários, como a redução do percentual de devolução do imposto de cada nota fiscal, de 30% para 10%. “Isso é necessário para manter o sistema viável, principalmente pensando a longo prazo”, disse Eich, considerando que o Nota Paraná disponibilizou mais de R$ 500 milhões em 2019, dos quais quase R$ 300 milhões foram resgatados pelos contribuintes – no início do programa, em 2015, o valor disponibilizado totalizou pouco mais de R$ 40 milhões.
De acordo com Eich, essa redução era necessária, porque a retirada de 60 mil produtos do regime fiscal de Substituição Tributária aumentou o número de itens que passaram a recolher o imposto na ponta do consumo, aumentando as devoluções.

Leia Também:  Pesquisa mostra alto número de jovens japoneses com miopia

Como se cadastrar
Para se cadastrar no Nota Paraná é só acessar o site www.notaparana.pr.gov.br, clicar na opção “cadastre-se” e preencher os dados pessoais, como CPF, data de nascimento, nome completo, CEP e endereço para criação da senha pessoal. Para participar dos sorteios é preciso fazer adesão no site.
Toda primeira compra no mês gera um bilhete ao participante do programa para os sorteios mensais, independentemente do valor gasto nas compras. Depois, cada R$ 50,00 em notas fiscais dá direito a um novo bilhete, com validade apenas para o sorteio do seu respectivo período.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Veículo é autuado com mais de R$ 120 mil em débitos.

Além dos veículos irregulares, um motorista foi encaminhado por embriaguez e por não ter habilitação.

Publicados

em

Uma equipe Guarda Municipal autuou e removeu na noite desta quarta-feira (19) um veículo com mais de R$ 120 mil em débitos atrasados. O dono do automóvel da marca Kia foi autuado e o veículo com placa de Colombo, Região Metropolitana de Curitiba, removido por não estar licenciado.

O motorista foi abordado na Rua Ubaldino do Amaral, no Centro. Ao pedir a documentação, os guardas descobriram que o veículo tinha mais de R$ 97 mil em multas. Além disso, o proprietário nunca havia pago o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e outras taxas.

Também nesta quarta-feira, um veículo da marca Fiat foi autuado e removido em uma blitz no bairro Barreirinha realizada por agentes da Superintendência de Trânsito de Curitiba (Setran). Depois de analisar a documentação contatou-se que o veículo, também com placa de Colombo, tinha mais de R$ 30 mil em débitos.

Além dos veículos irregulares, um motorista foi encaminhado por embriaguez e por não ter habilitação.

Fiscalização

As equipes técnicas da Superintendência de Trânsito (Setran) trabalham de forma intensa para melhorar a segurança viária. São ações de rotina e blitze organizadas para reprimir situações como excesso de velocidade (com o apoio de radares estáticos), falta de Carteira Nacional de Habilitação (CNH), veículo em mau estado de conservação e o chamado “infrator em série”, que acumula multa de todo tipo.

Documentação

Se o IPVA não estiver pago, o licenciamento anual não é emitido. Flagrado em fiscalização de trânsito, o veículo nesta situação pode ser removido. A medida está prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Além do transtorno gerado pelo guinchamento do veículo, para recuperá-lo o responsável vai precisar pagar todos os débitos, o que inclui o IPVA, o licenciamento anual e multas de trânsito vinculadas, somados aos serviços de remoção e às diárias no pátio, cujos valores variam e podem ser conferidos no site da Setran.

O texto é da Banda B.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Solteira há três meses, Maraísa dá beijão em fã; assista ao vídeo
Continue lendo

GOIOERÊ

Rancho Alegre D`Oeste

Juranda

Quarto Centenário

Boa Esperança

Farol

MAIS LIDAS DA SEMANA