conecte-se conosco


GOIOERÊ

Caixa Econômica aprovou financiamento no valor de R$10.000.000,00 para asfalto em Goioerê

Publicados

em

Na manhã desta segunda-feira, 25, o Prefeito Pedro Coelho acompanhado da secretária de fazenda Raissa Natani, recebeu em audiência a gerente geral da Caixa Econômica de Goioerê Ângela Maria Nery Pellizzer e o gerente de relacionamento Alessando Lindner.

Na pauta da audiência a gerente comunicou ao prefeito Pedro Coelho que a Caixa Econômica através da diretoria responsável aprovou o pedido de financiamento no valor de R$10.000.000,00 para realização de asfalto em vias públicas do município.

A liberação deste financiamento aguarda apenas o aval da União que é a garantidora do crédito entre a Caixa Econômica e o município. O valor será repassado conforme a execução e medições das obras conforme determina a lei aprovada pelo legislativo.

O recurso será aplicado em obras asfálticas nos bairros do Jardim Universitário, Conjunto Águas Claras e no distrito de Jaracatiá.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  ATA recebe veículos viabilizados pelo ex-vereador Betinho Lima
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GOIOERÊ

Aprosoja PR acredita que temporal e fortes ventos vão diminuir ainda mais a produção de milho no estado

Publicados

em

Aprosoja PR acredita que temporal e fortes ventos vão diminuir ainda mais a produção de milho no estado
Márcio Bonesi – Presidente da Aprosoja PR

 


Estimativa já era de perdas na casa dos 30% devido a estiagem, mas cenário deve ficar ainda pior após muitas lavouras que já estavam prontas para a colheita sofrerem com os ventos e o granizo nesta semana

Depois de sofrer com a estiagem durante o desenvolvimento das lavouras da segunda safra de milho, os produtores paranaenses agora enfrentam a chuva que dificulta o avanço dos trabalhos de colheita, que a até o momento, foram finalizados em apenas 5/7% das áreas.
Segundo o presidente da Aprosoja PR, Márcio Bonesi, as perdas de produtividade eram estimadas em 30% devido a falta de chuvas durante o ciclo de desenvolvimento, mas agora este patamar deve ficar ainda maior devido ao temporal dos últimos dias que registrou chuva de granizo e ventos fortes.

 


A liderança destaca que a entidade irá realizar novas avaliações nas lavouras do estado para tentar quantificar estas novas perdas, mas adianta que a região oeste foi a mais atingida, justamente a que sofreu mais com a estiagem, destacando as localidades de Foz do Iguaçu, Cascavel, Toledo e Maringá.
Apesar de toda essa situação, Bonesi destaca que o patamar de preços ainda é favorável aos produtores, que neste momento buscam novas negociações, inclusive já avançando nas vendas para a próxima segunda safra de milho que será cultivada em 2021.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Domingo tem os assados na brasa, costela, Leitão Maturado e Feijoada no Buffet Dangelo
Continue lendo

GOIOERÊ

Rancho Alegre D`Oeste

Juranda

Quarto Centenário

Boa Esperança

Farol

MAIS LIDAS DA SEMANA