conecte-se conosco


Geral

Coronavírus: Paraná quebra recorde de confirmações em um dia e chega a 229 casos

CORONAVÍRUS NO PARANÁ

Publicados

em

A Sesa (Secretaria de Estado da Saúde do Paraná) confirmou nesta quarta-feira (1º) 44 casos novos de coronavírus (Covid-19). Esse é o maior número de confirmações em um único dia desde o início da série histórica.
Assim, as confirmações representam um aumento de 23,7%. Ontem (31), o Paraná já havia confirmado 25 casos em um dia, o que também era um recorde.

Ao todo, o estado tem 229 casos do novo coronavírus (Covid-19). Conforme a Sesa, três pessoas morreram pela doença. A atual taxa de letalidade é de 1,31% — abaixo da média nacional.
Entre os casos confirmados, 16,5% demandam internamentos em hospitais. De acordo com a secretaria estadual, 38 pacientes estão internados.
21 pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus (Covid-19) estão na UTI. Outras 17 pessoas ocupam leitos clínicos. O restante dos pacientes acompanha a evolução da doença em isolamento domiciliar.

 

CORONAVÍRUS NO PARANÁ
Entre os 44 casos novos registrados no Paraná, 11 foram confirmados em Curitiba. No entanto, a cidade que registrou o maior número de diagnósticos positivos de ontem para hoje foi Londrina, na região norte, com 17 casos.

 

Leia Também:  O Presidente da Sociedade Rural Fernando Nunes visita a Expoingá e faz contatos importantes


Foz do Iguaçu, no oeste, confirmou dois casos novos. Além disso, foram registrados casos do novo coronavírus (Covid-19) em Campo Largo, Maringá, Assis Chateaubriand, Cianorte, Ibaiti, Fazenda Rio Grande, Pinhais, São José dos Pinhais, Quatiguá, Arapongas, Campo Mourão, Araucária, Arapongas e Cambé.
De acordo com os dados da Sesa, a Covid-19 já se espalhou por 19 das 22 regionais de saúde do Paraná.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Geral

Homem sofre queimaduras e é encaminhado em estado grave ao hospital após incêndio destruir casa, em Londrina

Publicados

em

Um homem foi encaminhado ao Hospital Universitário de Londrina, no norte do Paraná, com queimaduras graves após um incêndio que destruiu uma casa, na manhã desta quarta-feira (29).

O local, segundo o Corpo de Bombeiros, estava abandonado havia cerca de dois anos, e pessoas em situação de rua ocupavam o prédio.

Os bombeiros informaram que as pessoas que ocupavam o local começaram a catar materiais recicláveis e depositavam as embalagens e outras peças na casa para, depois, encaminhar para venda.

No momento do incêndio, a vítima estava dormindo na residência abandonada.

O imóvel não possui rede de fiação elétrica, então, segundo os bombeiros, a suspeita é de que outro tipo de material pode ter dado início ao fogo, como algum cigarro aceso.

Os muros de alvenaria contiveram o fogo, fazendo com que o incêndio não se espalhasse para as casas ao redor.

Os bombeiros controlaram o incêndio durante a manhã e utilizaram mais de 30 mil litros de água nos trabalhos.

Por G1

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Segunda Força-Tarefa resulta em 190 itens de pesca apreendidos
Continue lendo

GOIOERÊ

Rancho Alegre D`Oeste

Juranda

Quarto Centenário

Boa Esperança

Farol

MAIS LIDAS DA SEMANA