conecte-se conosco


CAMPINA DA LAGOA

Covid-19: eleição municipal pode ser dividida em 2 dias, diz ministro. Votação pode ser por faixa etária

Publicados

em

Para reduzir aglomerações e a exposição de eleitores ao novo coronavírus, uma das hipóteses em discussão é que as eleições municipais deste ano tenham dois dias de votação, disse hoje (22), em Brasília, o ministro Luís Roberto Barroso, que assume a presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na próxima semana.

Para isso, seria preciso um gasto adicional de R$ 180 milhões, que é o custo estimado pelo TSE de um dia adicional de eleição. Diante do quadro de crise fiscal, porém, outra possibilidade seria expandir o horário de votação, para que dure 12 horas, o que teria um custo menor.

 


“Em vez de irmos até as 17h, irmos talvez até as 20h, e começar às 8h. Portanto, iríamos de 8h às 20h, 12 horas de votação. Esta é uma ideia, é uma possibilidade. Essa não depende de lei, podemos nós mesmos regulamentar no TSE”, disse o ministro, durante uma live promovida pelo jornal Valor Econômico.

Votação pode ser por faixa etária

A Justiça Eleitoral estuda ainda fazer a votação dividida por faixa etária, nos diferentes turnos do dia de votação. Para isso, é preciso “ouvir sanitaristas [para saber] se colocaríamos os mais idosos votando mais cedo, depois os mais jovens na hora do almoço. A gente tentar fazer uma divisão dessa natureza”, disse Barroso, ministro do Supremo Tribunal Federal – STF.

O ministro disse, ainda, que mantém diálogo constante com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), sobre o eventual adiamento do calendário eleitoral. Para a alteração do calendário, é necessária que o Congresso aprove uma proposta de emenda constitucional (PEC).
A definição sobre o adiamento das eleições depende ainda da trajetória da curva de contaminação do novo coronavírus, afirmou Barroso. “Em meados de junho será o momento de se bater o martelo”, finalizou ele.
Agência Brasil

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  A propósito? Quanto ganha o prefeito de.... Bom vamos a relação dos municípios vizinhos e os salários de cada prefeito
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAMPINA DA LAGOA

Governo do Paraná abre PSS para contratar 1.394 guardas prisionais; salário é de R$ 3.055,69

Publicados

em

Governo do Paraná abre PSS para contratar 1.394 guardas prisionais; salário é de R$ 3.055,69
São 1.167 vagas para homens e 227 para mulheres, distribuídas em nove regiões do Estado. São 283 vagas para a região de Curitiba; 127 para Ponta Grossa; 65 para Guarapuava; 279 para Londrina; 150 para Maringá; 208 para Cruzeiro do Oeste; 76 para Cascavel; 168 para Foz do Iguaçu e 38 para Beltrão

Estão abertas as inscrições para o Processo Seletivo Simplificado (PSS) que vai contratar temporariamente 1.394 profissionais para atuar em unidades prisionais do Paraná. O formulário está disponível no portal do Núcleo de Concursos da Universidade Federal do Paraná http://(http://www.nc.ufpr.br). É necessário estar cadastrado no Portal do Candidato.

 

Para participar o candidato deve também pagar a taxa de inscrição no valor de R$ 75,00 até 29 de maio. A seleção acontecerá em duas etapas: a primeira é a seleção de títulos e a segunda refere-se ao exame de investigação de conduta. A escolaridade mínima exigida é Ensino Médio completo e o salário é de R$ 3.055,69. Confira o Edital.

“Um sistema penitenciário de qualidade é uma das prioridades de gestão. Para isso, sabemos que é importante valorizar nossos servidores, afinal, são eles que estão na linha de frente e são os responsáveis por concretizar toda e qualquer melhoria junto às unidades prisionais de todo o Estado”, ressaltou o secretário estadual da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares.

São 1.167 vagas para homens e 227 para mulheres, distribuídas em nove regiões do Estado. São 283 vagas para a região de Curitiba; 127 para Ponta Grossa; 65 para Guarapuava; 279 para Londrina; 150 para Maringá; 208 para Cruzeiro do Oeste; 76 para Cascavel; 168 para Foz do Iguaçu e 38 para Francisco Beltrão.

A seleção é válida por um ano, podendo ser prorrogada por igual período. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais. O processo seletivo é conduzido pelo Núcleo de Concursos da Universidade Federal do Paraná (NC/UFPR).

Os guardas prisionais terão como atribuição orientar, vigiar, fiscalizar, revistar e conduzir os detentos de unidades penais e cadeias públicas. “Além de atender as carceragens e unidades penais em todo o Estado, os guardas prisionais serão destinados também às equipes das novas penitenciárias nas regiões de Piraquara, Campo Mourão e Foz do Iguaçu”, explica o diretor do Depen, Francisco Caricati.
________________________________________
Com informações AEN

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governo do Paraná abre PSS para contratar 1.394 guardas prisionais; salário é de R$ 3.055,69
Continue lendo

GOIOERÊ

Rancho Alegre D`Oeste

Juranda

Quarto Centenário

Boa Esperança

Farol

MAIS LIDAS DA SEMANA