conecte-se conosco


BOA ESPERANÇA

Detran Paraná coloca no ar novo portal de serviços. Site do órgão foi reestruturado para atendimento online ao cidadão

O portal traz logo no início uma grande barra de pesquisa onde o cidadão pode digitar o serviço que procura

Publicados

em

Detran Paraná coloca no ar novo portal de serviços
Site do órgão foi reestruturado e se tornou portal de serviços para facilitar o atendimento online ao cidadão. Portal tem também notícias, links principais, vídeos, canais de atendimento, agenda executiva, editais.

O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) colocou no ar nesta segunda-feira (27) o seu novo portal. O site do órgão foi reestruturado para ser um portal de serviços, melhorando a experiência do cidadão que busca serviços digitais, neste momento reforçados por causa da pandemia do novo coronavírus.

 

O site do Detran recebeu no mês de março, do Observatório Nacional de Segurança Viária, a avaliação de primeiro lugar, como o melhor portal entre todos os Detran do País, ao lado do Rio Grande do Sul. Mesmo assim, a equipe continuou trabalhando para trazer um site ainda melhor.

“É muito satisfatório já sermos reconhecidos pelo bom trabalho, mas nossas equipes não param de buscar melhoria e evolução. Este novo portal é uma prova disso”, comenta o diretor-geral do Detran Paraná, Cesar Kogut.

NOVIDADES – Com o visual mais claro, o portal traz logo no início uma grande barra de pesquisa onde o cidadão pode digitar o serviço que procura. Logo abaixo, há ícones com os principais serviços em destaque, ou os mais recentes adicionados ao portal.

Há, ainda, mais seis destaques que são alterados automaticamente pelo sistema, de acordo com os serviços mais buscados pelos usuários. Só nas páginas iniciais do site, o cidadão tem quatro opções de busca pelo serviço desejado. O portal tem também notícias, links principais, vídeos, canais de atendimento, agenda executiva, editais.

“O novo portal de serviços do Detran estará permanentemente em evolução” diz a diretora de tecnologia e desenvolvimento do Detran, Jaqueline Almeida. “Estamos focados em melhorar a qualidade de vida dos cidadãos, oferecendo serviços digitais para que ele possa cumprir suas obrigações de forma cada vez mais eficiente e com a segurança, na palma da sua mão”, afirma.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Agricultor e pecuarista põe fim à própria vida em Boa Esperança
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BOA ESPERANÇA

Brasil vai exportar carne bovina para a Tailândia. O país asiático aprovou a importação de carne bovina com osso, carne desossada e miúdos

Publicados

em

O Brasil conseguiu a liberação para exportar carne bovina para a Tailândia. O país asiático aprovou a importação de carne bovina com osso, carne desossada e miúdos comestíveis de bovino. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) informou que cinco estabelecimentos frigoríficos foram aprovados para a exportar o produto.


Acrescentou que as plantas frigoríficas estão localizadas nos estados do Pará, Rondônia, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Além da carne bovina, a Tailândia já havia aprovado a importação de produtos lácteos. Segundo o ministério, desde janeiro de 2019 mais de 60 mercados externos já foram abertos para os produtos agropecuários brasileiros.
Histórico

 


O processo de negociação teve início em 2015 com intensas conversas entre o Ministério da Agricultura e o Departamento de Desenvolvimento da Pecuária e o Ministério da Agricultura e Cooperativas da Tailândia. A expectativa do governo brasileiro é que abertura desse mercado de carne bovina e derivados tenha potencial de US$ 100 milhões nos próximos anos.

Em 2019, a Tailândia importou de todo o mundo cerca de US$ 90 milhões em carne bovina. Segundo o ministério, a Austrália participou da metade desse valor.
“Austrália e Tailândia têm um acordo de livre comércio (em conjunto com a Nova Zelândia e os demais países da Asena – grupo de países que a Tailândia faz parte) que isenta as tarifas para as exportações australianas desde o início de 2020 (50% para carne bovina em geral e 30% para miúdos de bovino)”, informou o Ministério da Agricultura.
Agência Brasil

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Paraná pode retomar normalidade das atividades econômicas em agosto
Continue lendo

GOIOERÊ

Rancho Alegre D`Oeste

Juranda

Quarto Centenário

Boa Esperança

Farol

MAIS LIDAS DA SEMANA