conecte-se conosco


FAROL

Durante pandemia está permitido dirigir com CNH vencida. Entenda melhor na matéria completa

Publicados

em

Com a suspensão dos serviços do Detran-PR em razão da pandemia do Coronavírus, os condutores de veículos com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vencida a partir de 19 de fevereiro, não serão penalizados. Isso está previsto no Decreto nº 4230 do governo do Estado, com base em resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

“Vale lembrar que estão liberados condutores com CNH vencida a partir de fevereiro. Quem for flagrado dirigindo com documento vencido antes dessa data será penalizado”, orienta o chefe da 8ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), Leandro Cristiano da Silva.
Além da CNH, enquanto os serviços dos órgãos de trânsito estiverem suspensos não haverá punição por licenciamento atrasado, recibos com prazos expirados para transferência de propriedade, bem como primeiro emplacamento, que pela lei deve ser feito em 15 dias. “Temos vários servidores de férias, outros de licença e sem previsão de abertura de sistema”, explicou Leandro.

Um memorando foi encaminhado à assessoria militar do Detran-PR para evitar o recolhimento de veículos por licenciamento ou CNH vencidos , pendência de curso de reciclagem do condutor, entre outros, com exceção em casos de mandados de busca e apreensão.

Ele acrescenta que serviços como identificação de condutor, recurso de infrações para todas as instâncias, recurso para suspensão ou cassação da CNH, entre outros, estão disponíveis em formato digital e online.
Segundo o Contran, essas concessões visam evitar aglomerações nos órgãos de trânsito e nas entidades públicas e privadas prestadoras de serviços afetos ao trânsito, além de ajudar caminhoneiros e motoristas profissionais nesse período em que autoridades de saúde recomendam isolamento social.

Foto: Rodrigo Sanches/EXAME

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  É muita ousadia apos o abate: Bandidos deixaram uma garrafa de vinho sobre a cabeça do animal morto
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAMPINA DA LAGOA

Covid-19: eleição municipal pode ser dividida em 2 dias, diz ministro. Votação pode ser por faixa etária

Publicados

em

Para reduzir aglomerações e a exposição de eleitores ao novo coronavírus, uma das hipóteses em discussão é que as eleições municipais deste ano tenham dois dias de votação, disse hoje (22), em Brasília, o ministro Luís Roberto Barroso, que assume a presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na próxima semana.

Para isso, seria preciso um gasto adicional de R$ 180 milhões, que é o custo estimado pelo TSE de um dia adicional de eleição. Diante do quadro de crise fiscal, porém, outra possibilidade seria expandir o horário de votação, para que dure 12 horas, o que teria um custo menor.

 


“Em vez de irmos até as 17h, irmos talvez até as 20h, e começar às 8h. Portanto, iríamos de 8h às 20h, 12 horas de votação. Esta é uma ideia, é uma possibilidade. Essa não depende de lei, podemos nós mesmos regulamentar no TSE”, disse o ministro, durante uma live promovida pelo jornal Valor Econômico.

Votação pode ser por faixa etária

A Justiça Eleitoral estuda ainda fazer a votação dividida por faixa etária, nos diferentes turnos do dia de votação. Para isso, é preciso “ouvir sanitaristas [para saber] se colocaríamos os mais idosos votando mais cedo, depois os mais jovens na hora do almoço. A gente tentar fazer uma divisão dessa natureza”, disse Barroso, ministro do Supremo Tribunal Federal – STF.

O ministro disse, ainda, que mantém diálogo constante com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), sobre o eventual adiamento do calendário eleitoral. Para a alteração do calendário, é necessária que o Congresso aprove uma proposta de emenda constitucional (PEC).
A definição sobre o adiamento das eleições depende ainda da trajetória da curva de contaminação do novo coronavírus, afirmou Barroso. “Em meados de junho será o momento de se bater o martelo”, finalizou ele.
Agência Brasil

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Coronavírus: 65% dos municípios da Comcam estão em estado de calamidade pública
Continue lendo

GOIOERÊ

Rancho Alegre D`Oeste

Juranda

Quarto Centenário

Boa Esperança

Farol

MAIS LIDAS DA SEMANA