conecte-se conosco


Geral

Homem afirma que foi esfaqueado por ter ‘beleza marcante’

Publicados

em

Um homem, de 36 anos, que foi esfaqueado no último domingo (19), em uma lanchonete na avenida Mauá, na Vila Operária de Maringá, deu uma explicação no mínimo inusitada para justificar a motivação para o crime: Ele disse que chama muita atenção por onde passa graças à sua presença e beleza marcante.

“Minha beleza e presença são marcantes onde passo”, afirma o homem, que levou sete facadas do agressor. Ele contou às autoridades que o tumulto teve início quando uma mulher, acompanhada pelo marido, chegou ao estabelecimento e ficou olhando fixamente para ele.

Ao perceber a irritação do companheiro da mulher, a vítima teria dito ao homem para não se preocupar, pois a situação era muito frequente por ele sempre chamar muita atenção por onde passa. Ao ouvir isso, o marido, furioso, atacou o rapaz.

Tentando pedir ajuda, o rapaz esfaqueado correu até a avenida Tuiuti, onde foi abordado por moradores locais. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) juntamente com uma equipe da Polícia Militar (PM) compareceram ao local para socorrer e averiguar a situação.

O jovem recebeu alta, pois os ferimentos foram leves e superficiais. Ele preferiu não prestar queixa contra seu agressor.
Por GMC Online
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Polícia Civil alerta para ação de golpistas em Assis Chateaubriand
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Geral

Homem sofre queimaduras e é encaminhado em estado grave ao hospital após incêndio destruir casa, em Londrina

Publicados

em

Um homem foi encaminhado ao Hospital Universitário de Londrina, no norte do Paraná, com queimaduras graves após um incêndio que destruiu uma casa, na manhã desta quarta-feira (29).

O local, segundo o Corpo de Bombeiros, estava abandonado havia cerca de dois anos, e pessoas em situação de rua ocupavam o prédio.

Os bombeiros informaram que as pessoas que ocupavam o local começaram a catar materiais recicláveis e depositavam as embalagens e outras peças na casa para, depois, encaminhar para venda.

No momento do incêndio, a vítima estava dormindo na residência abandonada.

O imóvel não possui rede de fiação elétrica, então, segundo os bombeiros, a suspeita é de que outro tipo de material pode ter dado início ao fogo, como algum cigarro aceso.

Os muros de alvenaria contiveram o fogo, fazendo com que o incêndio não se espalhasse para as casas ao redor.

Os bombeiros controlaram o incêndio durante a manhã e utilizaram mais de 30 mil litros de água nos trabalhos.

Por G1

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Polícia Civil alerta para ação de golpistas em Assis Chateaubriand
Continue lendo

GOIOERÊ

Rancho Alegre D`Oeste

Juranda

Quarto Centenário

Boa Esperança

Farol

MAIS LIDAS DA SEMANA