conecte-se conosco


Geral

Lideranças presentes na solenidade realizada na manhã desta quinta-feira

Solenidade marcou lançamento do curso de física médica e recursos para construção de dois blocos no Campus da UEM de Goioerê

Publicados

em

Com a presença de cinco prefeitos, do Superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Estado do Paraná, Aldo Bona, do reitor da Reitor da UEM, Julio Damasceno, do diretor do campus da UEM de Goioerê, Gilson Croscato e do assessor do governador Ratinho Junior, o goioerense Betinho Lima, foi lançado oficialmente na manhã desta quinta-feira, 30, no campus da UEM de Goioerê o curso de Física Médica que será ofertado pelo CRG a partir de 2021, com 20 vagas abertas no vestibular de fevereiro.
BLOCO DA BIBLIOTECA E BLOCO ESPAÇO ACADÊMICO. Além do novo curso que o CRG passa a contar, a solenidade marcou o anuncio da liberação da contrapartida de R$ 700 mil para a construção de dois blocos, que vão abrigar salas de aula, biblioteca e centro acadêmico, cujos recursos no valor total de R$ 2 milhões e 250 mil foram liberados pelo Deputado Hermes Frangão Parcianelo.

CURSO FÍSICA MÉDICA. O Curso de Física Médica contará com um total de 40 vagas com de 4 anos de duração e acontecerá em período integral, a tarde e noite. Os últimos 6 meses do curso será de estágio em hospitais que a direção do CRG firmará parcerias para que os alunos possam estagiar.
AUTORIDADES. Estiveram presentes os prefeitos Pedro Coelho (Goioerê), Rafael Bolacha (Moreira Sales), Suely da Silva (Rancho Alegre), Ismael Dezanoski (Janiópolis) e Nilson Cardoso (Mariliz). Enre as lideranças presentes, o presidente da Aprosoja Brasil, Marcio Bonesi,o chefe do NRE de Goioerê, Valdemir Mellero, o presidente da Acig, Alexandre Cândido, lideranças do MDB, representando o deputado Hermes Frangão Parcianello.

ALDO BONA: O Superintende de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Estado do Paraná, Aldo Bona, em sua fala destacou que aquele era um momento de celebrar a concretização de uma articulação iniciada em 2013, quando o deputado Frangão Parcianello liberou recursos para construção dos blocos e somente agora a UEM conseguiu dar a contrapartida.
Aldo Bona fez questão de destacar o empenho de Betinho Lima para que o campus de Goioerê ganhasse o novo curso. “Betinho é um bom incomodador. Não nos deu folga até que o curso fosse liberado” –disse reafirmando a condição de embaixador de Goioerê junto ao Governo.
JULIO DAMASCENO. O reitor da UEM, Julio Damasceno, disse que o curso de física médica era fruto do trabalho dos professores da UEM mas também de Betinho Lima que foi um defensor do curso para Goioerê. “Um curso essencial não só para a região de Goioerê como para o Paraná”
GILSON CROSCATO. O diretor do campus da UEM de Goioerê, Gilson Croscato parabenizou Betinho pela luta e disse que “o diferencial de Betinho Lima é que ele consegue trazer as autoridades para conhecer a nossa realidade” – ao falar da liderança de Betinho como articulador político em pról de Goioerê.
BETINHO LIMA. O goioerense, Betinho Lima, que foi um dos grandes articuladores junto ao Governo do Estado para que o campus da UEM de Goioerê hoje recebesse o curso de física médica e também a contrapartida para que os dois blocos pudessem ser construídos, disse que aquele era um momento importante para Goioerê.
Há um ano realizamos uma reunião e hoje colhemos esses frutos que tem uma importância regional muito grande. “É o governo do Estado valorizando, o interior do estado” –comentou.

Fonte Tribuna da Região

Gilson Croscato, diretor do CRG

 

Leia Também:  Abaixo seguem os dados do coronavírus em Goioerê.

 

 

 

Prefeitos presentes na solenidade com o assessor Betinho Lima, o superintende de ensino Aldo Bona e o reitor Julio Damasceno 

 

 

 

 

 

Reitor da UEM, Julio Damasceno

 

 

 

 

 

Superintendente de Ensino Superior, Aldo Bona

 

 

  O goioerense e assessor o governador, Betinho Lima

    

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Polícia identifica homem acusado de matar e assar cão em forno; assista ao vídeo

Publicados

em

 

 

Polícia identifica homem acusado de matar e assar cão em forno; assista ao vídeo

 

O suspeito teria comido partes do animal e oferecido a vizinhos. Policiais foram até a casa do suspeito, na manhã desta quinta-feira (6)

Policiais foram até a casa do suspeito na manhã de hoje. Foto: Banda B
A Delegacia do Meio Ambiente conseguiu identificar um homem acusado de matar a chutes e assar no forno um cão comunitário da região do bairro Alto Boqueirão, em Curitiba. O suspeito teria comido partes do animal e oferecido a vizinhos. Policiais foram até a casa do suspeito, na manhã desta quinta-feira (6), mas ele não estava. Vídeos (abaixo) mostram o homem carregando o cão até a casa dele.

 

 


A informações sobre a morte do cão foi feita por meio de uma denúncia anônima. Para a Banda B, o delegado Matheus Laiola disse que o cão foi morto a chutes e depois carregado por esse homem. “Uma situação extremamente revoltante, recebemos uma informação de que um homem teria matado um cão a chutes e assado esse cão para comer, inclusive, oferecendo a outras pessoas. Viemos até o local, não o encontramos, já tem passagens”, contou.
Segundo o delegado, ao chegar na casa onde esse homem vive, policiais encontraram partes do cachorro no forno. “A cena é surreal, quando a gente chega na casa já vê marcas de sangue e pedaços do animal pela casa, um cheiro muito forte, abrimos um forno e lá tinha carcaça do animal”, descreveu.
O vizinho João Zanca, que tem três cães no quintal, disse que o suspeito vive em uma casa onde acontecem constantes brigas. “O cara é doente, só pode. Ninguém sabia que ele tinha feito isso. Esse cara mora aqui há quase dois anos, tem o pai e o irmão dele, mas brigam muito, nem sei se moram mais aqui. De certo estava passando fome, sei lá. Mas, todo mundo dava comida pra ele, cesta básica”, descreveu.
O delegado rechaça a versão de que o suspeito estivesse com fome. “Não era por fome, não. Maldade dele, mesmo”, garantiu o Matheus Laiola.
A Polícia Científica foi acionada para periciar a casa. “É um crime de maus tratos, será ouvido, vai assinar um Termo Circunstanciado e liberado por força da lei, que ainda, infelizmente, é muito branda por saber o quanto esse animal sofreu”, finalizou o delegado responsável pelas investigações.

Colaboração TV Caiuá

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Abaixo seguem os dados do coronavírus em Goioerê.
Continue lendo

GOIOERÊ

Rancho Alegre D`Oeste

Juranda

Quarto Centenário

Boa Esperança

Farol

MAIS LIDAS DA SEMANA