conecte-se conosco


Geral

Moradores se assustam ao encontrar animal misterioso e professor diz: “Eu nunca vi”

Publicados

em

O caso aconteceu com trabalhadores que estavam na área rural de Campo Largo

Trabalhadores encontraram um animal diferente na área rural de Campo Largo, região metropolitana de Curitiba (RMC). No dia, eles faziam a limpeza de um terreno, localizado a 10 quilômetros da Estrada do Cerne, e ficaram assustados com o bicho.

 

Para entender melhor o caso, a reportagem da Banda conversou nesta quarta-feira (2) com o professor Olaf Mielke que estuda borboletas e mariposas na Universidade Federal do Paraná (UFPR). O professor afirmou que nunca viu esta espécie de lagarta e criticou o baixo estudo feito com as mais de 600 espécies de borboletas e 5.000 de mariposas existentes somente na capital.

O vendedor Celso Almeida tem um sítio na região e recebeu fotos do grupo de trabalhadores. Inicialmente ele pensou que o animal fosse um filhote de cobra. No entanto, Almeida fez questão de ressaltar que ficou assustado porque, apesar de ter morado no interior, nunca viu algo parecido. “Achei até que era uma montagem. Então, liguei para várias pessoas e, a maioria, ficou bem assustada. Muitas nunca tinham visto isto. Será que era uma cabeça de bagre”, refletiu o rapaz.

 

Leia Também:  Campanha de Multivacinação crianças de 4 anos até adolescentes de 15 anos!

Almeida também citou algumas hipóteses. “Eles pensaram que era um mandorová. Será que houve um acasalamento de mandorová com cobra. Enfim, fiquei bem assustado”,

 

O que será?

Também enviamos as fotos ao professor Olaf Mielke que tem 51 anos de atuação na área. A nossa reportagem, ele foi enfático ao dizer que nunca viu a espécie mostrada. “Na verdade, tem vários tipos. Esta que vocês mandaram eu nunca vi. Mas existe bichos com este tipo de cabeça de cobra. Ou seja, são duas manchas que tem e que imitam cabeça de cobra. Os bichos imitam outros para se defender”, iniciou.

O professor ainda destacou que a descoberta é sim impressionante e também reforçou para ninguém encostar no animal, que pode trazer perigo. “Agora, é muito estranho porque é uma cobra muito pequeninha. Eu não sei o tamanho desta lagarta. Imagino uns 4 ou 5 centímetros. Uma cobra deste tamanho não existe. Isto impressiona a você, a pessoa que viu, e qualquer outro animal que come lagartas”, destacou.

Leia Também:  Em Campo Mourão, rapaz é preso pela PF com R$ 2 mil em notas falsas

Crítica

 

Diante do desconhecimento da espécie encontrada, Mielke ressaltou que faltam mais estudos da natureza. “A gente não conhece nem 10% das larvas. Praticamente tudo é desconhecido. Precisa de gente para estudar e isto não dá muito lucro. Infelizmente, você pode ver que os governos não investem muito”, concluiu o professor.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Jovem acorda nua em cama de motel após festa e denuncia estupro

Publicados

em

Jovem acorda nua em cama de motel após festa e denuncia estupro

Vítima prestou depoimento à polícia e passou por exame de corpo de delito
Uma jovem, de 19 anos, denunciou ter sido estuprada após sair de uma festa e acordar em um motel neste domingo (10), em Paranaguá, no Litoral do Paraná. A polícia já está ouvindo pessoas que possuem ligação com o caso. As informações são do JB Litoral.

Segundo o Boletim de Ocorrência registrado na delegacia, a jovem diz ter ido a uma festa com amigas em um local bastante conhecido na cidade na noite de sábado (9). A garota afirma, ainda, que permaneceu com as amigas até as 2 horas da madrugada. Depois disso, porém, não se recorda do que ocorreu.

A jovem relatou à polícia que acordou sem roupas em uma cama de motel e um homem estava ao lado dela. O suspeito teria alegado à garota que a ajudou a sair do bar e a levou para dormir.

Conforme noticiou o JB Litoral, ela percebeu que seu shorts estava rasgado ao se vestir e que sua bolsa com documentos e dinheiro havia sumido. Em seguida, ela teria chorado e pedido ao homem que a levasse para casa.

Vítima já prestou depoimento e passou por exame de corpo de delito – Foto: Diogo Monteiro/JB Litoral
A vítima, já acompanhada de sua mãe, foi atendida em uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA), pois não conseguia retirar o absorvente que ficou alojado em seu corpo. Na sequência, ela foi encaminhada ao Hospital Regional do Litoral para passar por exames.

Vídeo
Em um vídeo que circula pelas redes sociais, a vítima aparece sendo carregada por dois homens para fora do bar onde estava com as amigas. Algumas pessoas acompanham a saída da jovem.

Preferimos não divulgar o vídeo para preservar a jovem.

Posicionamento do bar
Em nota, o Mahle Bar e Restaurante afirmou que o caso “desagrada” a administração do estabelecimento e afirmou que se solidariza com a família da jovem. Leia abaixo trechos da nota divulgada nas redes sociais:

 

Leia Também:  Caminhonete arranca árvore em colisão; vídeo mostra acidente impressionante

“No dia 09/10/2021, recebemos em nossa casa jovens da cidade, que fizeram muita festa, porém, um episódio que muito nos desagrada aconteceu e é importante que possamos esclarecer à comunidade parnanguara e às pessoas envolvidas nossa posição com relação ao ocorrido.

Apesar da alegada violência ter ocorrido fora das dependências de nosso restaurante, nos solidarizamos com a família e estamos comprometidos com a adoção de medidas ainda mais rigorosas de segurança.

Estamos colaborando ativamente com as investigações pois repudiamos qualquer ato de violência contra a mulher. Todas as imagens do local estão sendo compartilhadas com a Polícia Civil para apuração de responsabilidades e esperamos que a Justiça seja feita.

Nos colocamos à disposição da família e polícia para esclarecimentos necessários.

Grupo Mahle”

Investigação
Em entrevista ao JB Litoral, o delegado Nilson Diniz disse que as investigações sobre o suposto estupro tiveram início no momento em que o Boletim de Ocorrência foi registrado na delegacia.

De acordo com ele, imagens das câmeras de monitoramento do bar onde a vítima estava já foram solicitadas pela polícia.

“A Polícia Civil já tomou todas as ações e medidas necessárias para o início das investigações. A própria mulher que aparece sendo retirada do local já foi ouvida e encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML) para a realização do exame de corpo de delito”, disse o delegado.

Diniz ainda afirmou que os homens que aparecem carregando a jovem no vídeo já foram identificados.

Da Banda B

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

GOIOERÊ

Rancho Alegre D`Oeste

Juranda

Quarto Centenário

Boa Esperança

Farol

MAIS LIDAS DA SEMANA