conecte-se conosco


RANCHO ALEGRE D'OESTE

Mudanças no clima exigem maior cuidado na piscicultura

Publicados

em

Diante das mudanças no clima, principalmente com as temperaturas mais baixas, exige-se um maior cuidado na atividade piscícola.

Esse foi um dos assuntos do programa de rádio da Cooperativa, Estação Copacol, desta terça-feira dia 12.

Durante entrevista ao programa, o engenheiro de pesca Ilson Mahl, disse que diante da previsão de chuva para hoje e amanhã, e com as temperaturas um pouco mais baixas, os produtores devem ficar atentos aos manejos, principalmente com relação à alimentação dos peixes, mas lembra que o momento ainda é oportuno para bons índices de crescimento e conversão alimentar.

“Qualquer dúvida sobre o assunto, o produtor deve procurar o técnico que o atende, para que juntos possam tomar decisão mais assertiva com relação ao trato, até porque deve se levar em consideração, o tamanho e a idade dos peixes nos viveiros”, conta Ilson.
Ele falou também sobre a incidência de amônia e nitrito neste período e neste caso deve se fazer a renovação de água, de acordo com a recomendação técnica.

Ilson frisa que devido a pandemia, é importante que o produtor ao necessitar de atendimento técnico, dê preferência ao contato por telefone, ou pelas mídias sociais, como medidas preventivas ao Covid-19

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Salto del Guairá está prestes a declarar catástrofe econômica
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Geral

Homem sofre queimaduras e é encaminhado em estado grave ao hospital após incêndio destruir casa, em Londrina

Publicados

em

Um homem foi encaminhado ao Hospital Universitário de Londrina, no norte do Paraná, com queimaduras graves após um incêndio que destruiu uma casa, na manhã desta quarta-feira (29).

O local, segundo o Corpo de Bombeiros, estava abandonado havia cerca de dois anos, e pessoas em situação de rua ocupavam o prédio.

Os bombeiros informaram que as pessoas que ocupavam o local começaram a catar materiais recicláveis e depositavam as embalagens e outras peças na casa para, depois, encaminhar para venda.

No momento do incêndio, a vítima estava dormindo na residência abandonada.

O imóvel não possui rede de fiação elétrica, então, segundo os bombeiros, a suspeita é de que outro tipo de material pode ter dado início ao fogo, como algum cigarro aceso.

Os muros de alvenaria contiveram o fogo, fazendo com que o incêndio não se espalhasse para as casas ao redor.

Os bombeiros controlaram o incêndio durante a manhã e utilizaram mais de 30 mil litros de água nos trabalhos.

Por G1

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Região já passa de 5 mil casos de dengue. A Situação já preocupa muito
Continue lendo

GOIOERÊ

Rancho Alegre D`Oeste

Juranda

Quarto Centenário

Boa Esperança

Farol

MAIS LIDAS DA SEMANA