conecte-se conosco


Geral

Mulher escuta gritos e flagra companheiro tentando estuprar filha de 13 anos

Cuidado. O perigo pode estar morando ao lado

Publicados

em

 

Um romance entre dois caminhoneiros terminou com decepção no feriado de Carnaval. Em uma das viagens pelo Brasil, a mulher conheceu um colega de profissão e eles resolveram ‘juntar os trapos’. O caminhoneiro, então, foi morar com a namorada e a filha dela, de 13 anos, em Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba.

Após três meses de relacionamento, na madrugada do último sábado (22), a mãe acordou com os gritos da filha. No quarto da menina, estava o companheiro tentando estuprar a enteada.

Segundo o delegado Haroldo Luiz Vergueiro, da delegacia de Campo Largo, a mãe conseguiu evitar que o ato consumado acontecesse. “Ela encontrou o namorado já sem roupas, estuprando a criança. Impediu que o ato se consumasse com a penetração, mas houve estupro de vulnerável”, explicou o delegado 

O suspeito, um jovem de 28 anos, foi autuado por estupro com agravante de violência presumida, devido a menina ter menos de 14 anos.

Alerta

O delegado lamentou que situações como essas ainda aconteçam nos dias de hoje e alertou as mulheres que têm filhos e querem morar com outra pessoa. “Conheça primeiro a pessoa, o passado dela, veja se a convivência será duradoura e pense na segurança das crianças que moram na casa”, completou Vergueiro.

Leia Também:  Deputado Sandro Alex vista Goioerê e reafirma compromissos com a cidade

Fonte – Banda B / Curitba

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Geral

Homem sofre queimaduras e é encaminhado em estado grave ao hospital após incêndio destruir casa, em Londrina

Publicados

em

Um homem foi encaminhado ao Hospital Universitário de Londrina, no norte do Paraná, com queimaduras graves após um incêndio que destruiu uma casa, na manhã desta quarta-feira (29).

O local, segundo o Corpo de Bombeiros, estava abandonado havia cerca de dois anos, e pessoas em situação de rua ocupavam o prédio.

Os bombeiros informaram que as pessoas que ocupavam o local começaram a catar materiais recicláveis e depositavam as embalagens e outras peças na casa para, depois, encaminhar para venda.

No momento do incêndio, a vítima estava dormindo na residência abandonada.

O imóvel não possui rede de fiação elétrica, então, segundo os bombeiros, a suspeita é de que outro tipo de material pode ter dado início ao fogo, como algum cigarro aceso.

Os muros de alvenaria contiveram o fogo, fazendo com que o incêndio não se espalhasse para as casas ao redor.

Os bombeiros controlaram o incêndio durante a manhã e utilizaram mais de 30 mil litros de água nos trabalhos.

Por G1

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Homem é preso pela Polícia Militar com espingarda calibre 12, em Ivaté
Continue lendo

GOIOERÊ

Rancho Alegre D`Oeste

Juranda

Quarto Centenário

Boa Esperança

Farol

MAIS LIDAS DA SEMANA