conecte-se conosco


Geral

Parceria amplia rastreamento de contatos com a Covid-19

Secretaria de Estado de Saúde capacitou um grupo de trabalho criado em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde para definir e adequar as ações de rastreamento de contatos no enfrentamento à doença.

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Saúde capacitou nesta quinta e sexta-feira (30 e 31) um grupo de trabalho criado em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS) para definir e adequar as ações de rastreamento de contatos no enfrentamento à Covid-19.
O rastreamento de contato é o processo de identificação e isolamento das pessoas que podem ter sido expostas a um caso confirmado ou suspeito da Covid-19. Está é uma ação importante para quebrar a cadeia de transmissão e conter o surto da doença.
O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, falou sobre a importância em aliar o rastreamento de contatos de Síndrome Gripal e Síndrome Respiratória Aguda Grave para frear a disseminação da doença.
“Estamos trabalhando muito para fortalecer a vigilância em saúde e organizar esse processo de identificação e isolamento dos casos positivos e seus contatantes”, disse o secretário. “O rastreamento efetivo dessas pessoas e o isolamento oportuno fazem com que haja o bloqueio das sucessivas gerações de infectados. Essa abordagem precoce e sustentada tem impacto importante para achatar a curva de transmissão”.


IMPACTO – As medidas de controle da disseminação do coronavírus no mundo têm como base principal o distanciamento interpessoal, como fechamento de escolas, comércios, empresas e serviços, o que causa um grande impacto econômica e social.
Segundo a coordenadora de Vigilância Epidemiológica da Secretaria, Acácia Nasr, a estratégia de testar, rastrear e isolar é a principal alternativa de sucesso a essas medidas mais restritivas. “Se implementada com efetividade, esta ação resultará em menor impacto no sistema de saúde, reduzindo assim o número de infectados e de óbitos pela doença”, afirmou. “Além disso, poderá permitir um retorno mais rápido e seguro às atividades, reduzindo os impactos econômicos e sociais da pandemia”.
Para o consultor nacional da OPAS, Rodrigo Said, é um grande desafio a implantação desta estratégia. Ele disse que é um trabalho que tem um desafio operacional muito grande para organização das equipes que vão estar envolvidas nessa resposta, buscando uma integração efetiva entre as equipes de Vigilância, Atenção Primária e a organização da resposta da Vigilância Laboratorial no Paraná. “Nosso objetivo neste momento é apoiar a construção deste processo e fazer a capacitação com a ação integrada”.
IMPLANTAÇÃO – Esta ação será implantada, inicialmente, em seis municípios do Paraná: Curitiba, Araucária, Paranaguá, Guaraqueçaba, Apucarana e Foz do Iguaçu.
“Esses municípios foram selecionados com base em critérios epidemiológicos do cenário atual e pela dimensão da capacidade da equipe para realizar o monitoramento das cadeias de transmissão na atenção primária em saúde pela vigilância epidemiológica”, explicou Nasr.
A médica infectologista da Secretaria municipal de Saúde de Curitiba, Marion Burger, falou sobre a importância em participar desse projeto. “O município de Curitiba já vem fazendo o rastreamento de contatos, e esse sistema apresentado pela Sesa vem somar mais ferramentas para aperfeiçoar esse método. É muito importante essa procura dos casos ativos, pois desta forma, é possível quebrar as correntes de infecção, diminuir a contaminação de pessoas e com isso baixar o número de casos e também o seu agravamento”.
PARTICIPAÇÕES – Municípios elegíveis, representantes do Conselho Nacional de Secretárias Municipais (Cosems), representantes da OPAS, diretores das Regionais de Saúde de Paranaguá, Região Metropolitana, Foz do Iguaçu e Apucarana; Vigilância Epidemiológica, Atenção Primária e Saúde do Trabalhador da Sesa.

Fonte AEN

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Novas especificações da gasolina: Produto consumido no país terá mais qualidade a partir de 3 de agosto
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Homem cai no Golpe da Donzela, envia fotos íntimas e perde R$8 mil

Publicados

em

foto ilustrativa

Um novo golpe tem circulado na cidade de Toledo, fazendo vítimas quase todos os dias.
Dessa vez, o “Golpe da Donzela” tem atraído homens que geralmente são casados.
Segundo informações repassadas pela superintendência da Polícia Civil de Toledo, o golpe se aplica da seguinte forma: uma “mulher” se apresenta para a vítima através das redes sociais e começam a trocar mensagens, até conseguir o número de celular.

foto ilustrativa

foto ilustrativa

Os golpistas então começam a enviar fotos intimas, pedindo para que as vítimas enviem também.
Passado algum tempo, outro integrante do golpe entra em contrato com os rapazes, dizendo ser familiar da “mulher”.

Os farsantes alegam que ela seria adolescente e teriam então posse de todas as fotos e mensagens que foram trocadas entre os dois, nome da vítima e redes sociais.
A partir daí os golpistas passam a exigir dinheiro para que o caso não seja levado para as autoridades policiais.
Eles chegam até a enviar vídeos de uma impressora, reproduzindo o que seria um mandado de prisão, no nome das vítimas.

Ainda segundo a Polícia, o golpe já vem sendo aplicado desde o início do ano, e na maior parte dos casos os números de telefones utilizados são do Rio Grande do Sul.
Em algumas das ocorrências registradas, as vítimas chegaram a depositar quantias altas que variam de R$ 5 mil a R$ 8 mil.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Volta às aulas em escolas municipais estão descartadas no Paraná neste momento
Continue lendo

GOIOERÊ

Rancho Alegre D`Oeste

Juranda

Quarto Centenário

Boa Esperança

Farol

MAIS LIDAS DA SEMANA