conecte-se conosco


Geral

Campo Mourão confirma primeiro caso de Coronavírus. O próprio prefeito da cidade Tauillo Tezelli (Cidadania) deu a notícia

A informação foi repassada à imprensa pelo prefeito Tauillo Tezelli (Cidadania)

Publicados

em

Campo Mourão registrou o primeiro caso positivo de Coronavíruas (Covid-19). É o que traz o novo boletim divulgado às 18h20 desta quarta-feira (25) pela prefeitura.

A informação foi repassada à imprensa pelo prefeito Tauillo Tezelli (Cidadania) em live transmitida na página oficial da prefeitura, no Facebook.


A paciente infectada é a professora universitária Elaíse Mara Ferreira Crepaldi, 63 anos, internada no hospital Santa Casa, desde a última quinta-feira (19). Ainda de acordo com o boletim, a cidade tem mais 7 casos suspeitos da doença, 10 descartados e ainda 50 pacientes são monitorados pelo município.

De acordo com informações de familiares de Elaíse, ela esteve em viagem recentemente a Curitiba, na casa da filha, que esteve há alguns dias em São Paulo, epicentro da doença no Brasil. Familiares da professora estão em confinamento em casa .

Elaíse continua internada na Santa Casa. Seu estado de saúde é estável conforme último boletim médico divulgado. Ela continua na UTI e respira com a ajuda de aparelhos.

 

Por Walter Pereira/Tribuna do interior

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Jovem trabalhador morre soterrado em moega de soja
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Grupo é autuado em mais de R$ 3 mil por pescar dourados no rio Piquiri ‘Corredeira do Apertado’

O pescado foi doado ao lar São Vicente de Paulo, de Umuarama

Publicados

em

Atividade predatória ocorria na área conhecida como ‘Corredeira do Apertado‘, em Formosa do Oeste

A pesca de dourado foi proibida por oito anos nos rios paranaenses pelo risco de extinção


Três moradores de Assis Chateaubriand foram flagrados pela Polícia Ambiental com exemplares de dourado, cuja pesca é proibida, no rio Piquiri, na noite desta terça-feira (24).
A abordagem ocorreu na área conhecida como ‘Corredeira do Apertado’, nas imediações de uma Área de Proteção Permanente (APP), em Formosa do Oeste.

 

O grupo estava com três exemplares, que totalizaram mais de 26 quilos. A contravenção resultou em três autos de infração ambiental, no valor de R$ 1,2 mil cada. Ainda são cabíveis sanções criminais por parte do Ministério Público.
O pescado foi doado ao lar São Vicente de Paulo, de Umuarama

(Foto: Divulgação/Polícia Ambiental)/ P. Umuarama

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Homem mata a esposa, enterra no quintal e finge por 18 dias que ela havia fugido de casa
Continue lendo

GOIOERÊ

Rancho Alegre D`Oeste

Juranda

Quarto Centenário

Boa Esperança

Farol

MAIS LIDAS DA SEMANA